"Torcedor gremista deve aplaudir o Grêmio vice-campeão mundial"

Não teve fiasco. Mas faltou futebol.

O Grêmio não jogou contra o Real Madrid na grande final do Mundial de Clubes da FIFA. O time de Cristiano Ronaldo, mesmo apresentando uma seleção de seleções, só conseguiu marcar o seu gol em uma bola parada. Construiu, evidentemente, uma série de jogadas de ataque, amassou o Tricolor, mas marcou apenas um gol. Quanto ao Grêmio? Em minha opinião faltou agredir o adversário. O time gremista respeitou de mais o Real. Se na defesa Marcelo Grohe, Geromel e Kannemann foram gigantes, o restante da equipe pareceu assustada. Luan, de quem mais se esperava, não mostrou nada daquilo que o tornou referência técnica no elenco de Renato Portaluppi. A posse de bola foi de 34%, pouco, muito pouco. É claro que se esperava isso uma supremacia da equipe espanhola, mas eu pelo menos, acreditava em um Grêmio mais ousado. Enfim, ficam os aprendizados, e é inégavel, que o ano de 2017 foi um grande ano para os gremistas, e o melhor, a projeção para 2018 é a melhor possível. Com dinheiro em caixa, será possível reforçar a equipe, reforçar o grupo, e sonhar com grandes desempenhos no próximo ano.

A verdade é que os brasileiros caíram em pé. Uma derrota por 1 a 0 para o melhor clube do planeta não é fiasco nem digno de sentir-se derrotado. Faltou experiência e maturidade ao time gaúcho. Agora uma série de 'SE's' podem ser colocados nos debates, mas nenhum será o suficiente ou definitivo. "Ahhh se o Arthur tivesse jogado!"... "Ahhh se o Maicon tivesse entrado mais cedo!"... "Se o Barrios não tivesse aberto a barreira!"... Nada agora justifica. Faltou jogar. Simples.

Embora as críticas também sejam justas, é preciso aplaudir o time montado por Romildo, Odorico e Saul. Se todo ano um time gaúcho chegar até a final do Mundial e perder por 1 a 0 para um Europeu, já será uma grande conquista. Tornar-se vice-campeão mundial é muito bom, mas evidente, vencer seria épico. Não deu desta vez, entretanto, quem sabe numa próxima? Chances o Brasil terá novamente na Libertadores de 2018, com o próprio Grêmio, porque não?

Ao torcedor do Grêmio: Aplaudam os jogadores. Aplaudam Renato. Aplaudam os dirigentes. Aplaudam toda equipe tricolor. Não teve fracasso. Venceu o melhor. Venceu o elenco com um investimento sete vezes maior, venceu um time que tem um titular de seleção em casa posição...

Seria díficil. E foi. Faltou futebol? Faltou. Mas fato é que o Real não deixou o Grêmio jogar.

Fica a experiência para o futuro para os mais jovens. Fica a certeza de uma defesa sólida, a melhor da América do Sul que veste a trcamisa tricolor, e uma base extremamente interessante para os próximos anos.

Renato fica? Acho que fica. Valorizado ainda quer mais, faltou o Mundial, quem sabe não venha em um futuro próximo.

No final, todos ganharam. E sem dúvida, o orgulho gaúcho esteve presente em Abi-Dhabi. Não deu desta vez. Mas pode dar certo logo, logo?

Pode sim, é claro que pode.

Parabéns, Grêmio!

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

 




Previous Next

PARCEIROS
FABIANO BRASIL